Quaresma é tempo para libertar o coração das vaidades, diz Papa

Por: noticias.cancaonova.com

Papa criticou a busca pelas futilidades

Da redação

Papa criticou busca pelas futilidades./ Foto: Reprodução Twitter

Neste sábado, 23, o Papa Francisco falou sobre o tempo litúrgico da Quaresma, em uma mensagem pelo Twitter. A Quaresma vai desde a quarta-feira de Cinzas até a Páscoa, e é caracterizado por ser um tempo de conversão.

O pontífice criticou a busca pelas coisas superficiais, vaidades, que não acrescentam à vida do cristão:

“A aparência exterior, o dinheiro, a carreira, os passatempos: sereias que nos encantam e depois nos deixam à deriva. #Quaresma é tempo de graça para libertar o coração das vaidades.”, diz a mensagem.

O post Quaresma é tempo para libertar o coração das vaidades, diz Papa apareceu primeiro em Notícias.

Ciclone deixa mais de 400 mortos em Moçambique

Por: noticias.cancaonova.com

ONU alerta para novas enchentes

Da redação, com Reuters

O número de mortos em Moçambique após a passagem de um ciclone pelo sul da África, que causou enchentes devastadoras, subiu para mais de 400, disse um ministro do país neste sábado, 23, enquanto a Organização das Nações Unidas (ONU) alerta para novas enchentes.

O ciclone Idai castigou Beira, cidade portuária moçambicana, com ventos de até 170 km por hora na semana passada, antes de seguir em direção ao Zimbábue e ao Malaui, provocando o desmoronamento de prédios e ameaçando a vida de milhares de pessoas.

“A situação está melhorando, ainda crítica, mas está ficando melhor”, disse o ministro do Meio Ambiente, Celso Correia, ressaltando que as condições de trabalho no terreno têm ficado menos difíceis.

“Mas infelizmente o número de mortos está aumentando, temos até agora 417 pessoas que perderam suas vidas”, disse ele.

As enchentes deixaram milhares de pessoas desabrigadas, sem comida ou água potável. Alguns sobreviventes se refugiaram em igrejas e centros improvisados, enquanto alguns se juntaram a agências de ajuda humanitária e ao governo no socorro a algumas áreas.

Correia disse que 1,5 mil pessoas estão aguardando resgate em telhados e árvores.

O post Ciclone deixa mais de 400 mortos em Moçambique apareceu primeiro em Notícias.

Barragem da Vale em Barão de Cocais entra em alerta máximo

Por: noticias.cancaonova.com

Lama chegaria a casas em 1h em caso de rompimento de barragem

Da redação, com Agência Brasil

Uma barragem da mineradora Vale em Barão de Cocais, na região central de Minas Gerais, entrou em alerta máximo para risco de rompimento na noite desta sexta-feira, 22, com o acionamento das sirenes no município. O nível de segurança da barragem sul superior da mina Gongo Soco subiu de 2 para 3, segundo informou a própria mineradora.

De acordo com a Vale, a medida adotada é preventiva e foi decidida após um auditor independente informar que a barragem apresentava “condição crítica de estabilidade”.

Esta é segunda vez que as sirenes são disparadas na região em pouco mais de um mês. Os moradores já haviam sido retirados de suas casas no dia 8 de fevereiro na área mais próxima à barragem.

.: Leia todas as notícias sobre a Tragédia em Brumadinho

O prefeito de Barão de Cocais, Décio Geraldo dos Santos, participou na noite de ontem de uma reunião com representantes da Vale e da Defesa Civil do Estado, para esclarecer as informações sobre o nível 3 de alerta da barragem, que significa “rompimento ou risco iminente de rompimento”.

Uma nova reunião foi preparada para alinhar as ações e orientar a população, em especial aqueles que residem ao longo do leito do Rio São João. Décio dos Santos exigiu da mineradora clareza e agilidade para a população cocaiense.

A elevação do alerta partiu da Agência Nacional de Mineração. Defesa Civil e Tropa de Choque foram deslocadas para a cidade, onde ficarão de prontidão, caso pessoas que moram na área 2 precisem ser retiradas de casa.

O post Barragem da Vale em Barão de Cocais entra em alerta máximo apareceu primeiro em Notícias.

Médico, político e mártir é beatificado na Espanha

Por: noticias.cancaonova.com

Martirizado em 1936, Mariano Mullerat Soldevila foi beatificado neste sábado, 23

Da redação, com Vatican News

O Cardeal Angelo Becciu, Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, presidiu, na manhã deste sábado, 23, na Catedral de Tarragona, Espanha, a solene cerimônia de Beatificação de Mariano Mullerat Soldevila.

Natural de Santa Coloma de Queralt, Mariano formou-se em medicina e trabalhou como médico na aldeia de Arbeca, pertencente à Arquidiocese de Tarragona, da qual também foi prefeito.

Com a eclosão da Guerra Civil, em plena perseguição religiosa, em 12 de agosto de 1936, membros do Comitê espanhol invadiram a casa da família Mullerat, de profundas convicções cristãs e católicas, e jogaram fora todos os objetos e símbolos religiosos que encontraram e os queimaram. Antes, porém, forçaram o doutor Mariano a assinar alguns documentos para ganhar dinheiro.

No dia seguinte, o médico foi violentamente tirado da sua casa pelos milicianos e, junto com outros detidos, colocado em um caminhão. Consciente do destino que o aguardava, Mariano Mullerat proferiu as seguintes palavras ao se despedir da sua esposa: “Dolores, perdoa-lhes como eu os perdoo”.

Ao ser levado para um lugar, conhecido como El Pla, na estrada entre as cidades de Arbeca e Borges Blanques, os milicianos fizeram os detidos descer do caminhão e os fuzilaram. Ao serem cobertos de gasolina, seus corpos foram queimados.

Em 13 de agosto de 1940, foi inaugurado um monumento de pedra, no lugar exato do assassinato, no qual foi esculpido o nome de Mariano Mullerat e das outras cinco pessoas mortas com ele. Suas cinzas, depositadas em uma urna, são conservadas dentro do monumento.

Sobre a Beatificação de Mariano Mullerat, médico de todos, leigo, pai de família, o Cardeal Angelo Becciu, que o beatificou, hoje, em Tarragona, em nome do Papa Francisco, destacou alguns aspectos sobre a sua vida, que a Igreja a apresenta para a nossa veneração como verdadeiro exemplo de vida cristã:

“Trata-se de uma bela figura de leigo, realmente interessante e edificante. Como médico, distinguiu-se pela sua religiosidade que o inspirava a se dedicar aos outros, sobretudo aos mais necessitados de assistência médica gratuita. Mariano era um homem moderno: como médico amou os enfermos; como político, serviu o povo, com caridade. Era um verdadeiro cristão: era fiel às práticas de piedade, à adoração ao SS. Sacramento e à Missa. Eis a explicação desta sua força espiritual, da sua energia e da sua disponibilidade e amor com os outros. Diante da morte, Mariano encorajava seus cinco companheiros ao patíbulo, a perdoar seus perseguidores e algozes e a dar testemunho da sua fé em Cristo”.

O post Médico, político e mártir é beatificado na Espanha apareceu primeiro em Notícias.

Papa: juventude não é passividade, mas esforço para alcançar metas

Por: noticias.cancaonova.com

Papa Francisco recebeu os alunos do Colégio Barbarigo de Pádua

Da redação, com Vatican News

Papa Francisco com os alunos do Colégio Barbarigo, de Pádua./ Foto: Vatican Media

O Santo Padre recebeu, na manhã deste sábado, 23, na Sala Paulo VI, no Vaticano, cerca de 1.150 membros do Colégio Barbarigo de Pádua.

O Colégio Barbarigo ou Instituto Episcopal Gregório Barbarigo é uma escola católica, fundada em 1919, na cidade de Pádua, que recebe o nome do então Bispo da cidade, São Gregório Barbarigo.

A escola é paritária e compreende ensino Médio e Superior, como liceu clássico e científico, ciências e contabilidade. O Instituto Episcopal Barbarigo está sob a direção da Diocese de Pádua.

Alguns representantes dos numerosos estudantes, professores e religiosos da Escola, presentes na audiência pontifícia, dirigiram algumas perguntas ao Papa Francisco, que respondeu de forma espontânea.

Sofia, da III Série, perguntou ao Papa:

O senhor poderia nos ajudar a entender qual o nosso ponto de referência ao escolher uma escola? Em quem podemos realmente confiar?

Papa Francisco: “O principal ponto de referência é você mesma, sua juventude, seu entusiasmo típico, que nunca deve se extinguir. Juventude não é passividade, mas um esforço tenaz para alcançar metas importantes, mesmo se custam; não é fechar os olhos diante das dificuldades, mas rejeitar a mediocridade; não é evasão ou fuga, mas um compromisso de solidariedade com todos, sobretudo com os mais frágeis. A Igreja conta com vocês, que são generosos e capazes de melhores impulsos e de sacrifícios mais nobres. Por isso, seus professores, sacerdotes e educadores, podem ajudá-los a não se isolar, mas a encorajá-los a estar sempre unidos e a alcançar juntos metas importantes em suas vidas. Também os pais têm um papel central na sua formação e escolhas: eles são primeiros educadores, especialmente no que diz respeito à fé; sua família é abençoada por Deus e tem a missão de educar seus filhos e a ajudá-los a fazer escolhas corajosas”.

Outro estudante, Aldo, de Ensino Superior, disse ao Papa que na Escola Barbarigo, além de estudar, os alunos se confrontam com as grandes questões existenciais: a verdade, a justiça, a beleza, que lhes permitem servir os outros; seus educadores buscam levá-los a conhecer Jesus, não obstante ele esteja presente na história de cada um. Por isso, Aldo perguntou: quando o senhor tinha a nossa idade, encontrou as mesmas dificuldades, também no âmbito da fé? Quem o ajudou a encontrar respostas para tais questões?

Papa. Francisco: “É uma ótima oportunidade frequentar uma escola onde são abordadas questões sobre o sentido da vida, se confronta cultura e vida e se busca a verdade, o bem e a justiça. A escola é um ótimo recurso. Uma escola católica não faz “doutrinação”, mas levanta questões e dá boas respostas. É um processo de treinamento que funciona. Porém, este processo não deve ser apenas teórico, mas também prático, resultado de experiências. Vocês têm sorte porque entre tais experiências também há aquelas cristã, em contato com o Evangelho. Este é um dom inestimável, que produzirá muitos frutos se as acolherem com o coração e a mente”.

Enfim, outro estudante, João, também de Ensino Superior, expressou a Francisco sua decisão de fazer escolhas importantes para seu futuro. O estudante foi educado a abrir sua mente e coração, a não ter medo de se dedicar aos outros. Porém, diante da sua escolha de vida, se sente sozinho e perdido no contexto atual feito de incertezas. Por isso, perguntou ao Papa: o que o senhor aconselharia a um jovem a se preparar para enfrentar o futuro com responsabilidade e paixão? Como posso saber qual o desígnio de Deus para mim?

Papa Francisco: “A vocês, jovens, Deus confia uma tarefa decisiva para enfrentar os desafios do nosso tempo, que são, certamente, desafios materiais, mas que dizem respeito à visão do homem. De fato, além dos problemas econômicos, da dificuldade de encontrar emprego e da consequente incerteza para o futuro, há a crise de valores morais e a perda do sentido da vida. Diante dessa situação crítica, alguém poderia ceder à tentação de fuga, de evasão, fechando-se em um isolamento egoísta, refugiando-se nas bebidas alcoólicas, nas drogas, nas ideologias que pregam o ódio e a violência. Quem não conhece esta realidade? Por isso, encorajo-os a não desanimar, a terem certeza da sua vida cristã, a pertencer a uma sociedade mais fraterna e acolhedora. Vocês, jovens, são a força da Igreja e da sociedade. Vocês têm a missão de salvar a esperança no futuro, a se prepararem para o futuro em um clima social e humano mais digno; a esperança de viver em um mundo mais fraterno, mais justo e pacífico, mais sincero, mais humano”.

O post Papa: juventude não é passividade, mas esforço para alcançar metas apareceu primeiro em Notícias.

Homens de 25 a 40 anos são público-alvo de campanha sobre tuberculose

Por: noticias.cancaonova.com

Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose é lembrado neste domingo, 24

Da redação, com Agência Brasil

No Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose, que é lembrado neste domingo, 24, o Ministério da Saúde lança uma campanha alertando para os sintomas, o diagnóstico precoce e o tratamento sem interrupção. A campanha é voltada principalmente para homens entre 25 e 40 anos, grupo mais afetado pela doença.

De acordo com a pasta, a estimativa é que, em 2017, 10 milhões de pessoas tenham adoecido por tuberculose e que a doença tenha causado cerca de 1,3 milhão de óbitos, o que a mantém entre as dez principais causas de morte no planeta.

No Brasil, a incidência da tuberculose nesse período foi de 34,8 casos por 100 mil habitantes. Foi registrado ainda um total de 4.534 óbitos pela doença, resultando em um coeficiente de mortalidade de 2,2 óbitos por 100 mil habitantes.

O país, segundo o ministério, atingiu as metas dos Objetivos do Milênio de combate à tuberculose, que previam reduzir, até 2015, o coeficiente de incidência e de mortalidade da doença em 50% quando comparado aos resultados de 1990. Em 2018, entretanto, foram registrados 72,8 mil casos novos no país.

“Apesar de ter avançado, o brasileiro deve ficar sempre alerta”, destacou a pasta, ao reforçar a importância de se começar o tratamento o quanto antes. A terapia de combate à tuberculose está disponível gratuitamente em unidades públicas de saúde e mantê-lo até o final é essencial para atingir a cura da doença.

A doença

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que afeta principalmente os pulmões, mas também pode acometer órgãos como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro). Embora seja uma doença passível de ser prevenida, tratada e mesmo curada, ela ainda mata cerca de 4,7 mil pessoas todos os anos no Brasil.

Os sinais e sintomas mais frequentes incluem tosse seca ou com secreção por mais de três semanas, podendo evoluir para tosse com pus ou sangue; cansaço excessivo e prostração; febre baixa geralmente no período da tarde; suor noturno; falta de apetite; emagrecimento acentuado; e rouquidão.

Alguns pacientes, entretanto, não exibem indícios da doença, enquanto outros apresentam sintomas aparentemente simples e que não são percebidos durante alguns meses. A tuberculose pode ser confundida com uma gripe, por exemplo, e evoluir durante três a quatro meses sem que a pessoa infectada saiba.

A transmissão é direta, de pessoa a pessoa. O doente expele ao falar, espirrar ou tossir pequenas gotículas de saliva que podem ser aspiradas por outro indivíduo.

Prevenção e tratamento

De acordo com o ministério, a vacina BCG é obrigatória para menores de 1 ano, já que protege as crianças contra as formas mais graves da doença. A melhor forma de prevenir a transmissão da doença, segundo a pasta, é fazer o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento adequado o mais rápido possível. Com 15 dias após iniciado o tratamento, a pessoa já não transmite mais a doença.

O tratamento deve ser feito por um período mínimo de seis meses, diariamente e sem nenhuma interrupção. Ele só termina quando o médico confirmar a cura total do paciente.

Cada paciente com tuberculose pulmonar que não se trata pode infectar, em média, de dez a 15 pessoas por ano. Alguns fatores contribuem para a disseminação da doença, como a pobreza e a má distribuição de renda, a desnutrição, as más condições sanitárias e a alta densidade populacional.

O post Homens de 25 a 40 anos são público-alvo de campanha sobre tuberculose apareceu primeiro em Notícias.

2ª Semana da Quaresma – Sábado

Por: noticiascatolicas.com.br

Primeira Leitura: Mq 7,14-15.18-20

Leitura da Profecia de Miquéias.

Apascenta o teu povo com o cajado da autoridade, o rebanho de tua propriedade, os habitantes dispersos pela mata e pelos campos cultivados; que eles desfrutem a terra de Basã e de Galaad, como nos velhos tempos. E, como foi nos dias em que nos fizeste sair do Egito, faze-nos ver novos prodígios. Qual Deus existe, como tu, que apagas a iniquidade e esqueces o pecado daqueles que são resto de tua propriedade? Ele não guarda rancor para sempre, o que ama é a misericórdia. Voltará a compadecer-se de nós, esquecerá nossas iniquidades e lançará ao fundo do mar todos os nossos pecados. Tu manterás fidelidade a Jacó e terás compaixão de Abraão, como juraste a nossos pais, desde tempos remotos. – Palavra do Senhor.

Salmo: 102,1-12

— O Senhor é indulgente e favorável.

— O Senhor é indulgente e favorável.

— Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e todo o meu ser, seu santo nome! Bendize, ó minha alma, ao Senhor, não te esqueças de nenhum de seus favores!

— Pois ele te perdoa toda culpa, e cura toda a tua enfermidade; da sepultura ele salva a tua vida e te cerca de carinho e compaixão.

— Não fica sempre repetindo as suas queixas, nem guarda eternamente o seu rancor. Não nos trata como exigem nossas faltas, nem nos pune em proporção às nossas culpas.

— Quanto os céus por sobre a terra se elevam, tanto é grande o seu amor aos que o temem; quanto dista o nascente do poente, tanto afasta para longe nossos crimes.

Evangelho: Lc 15,1-3.11-32

Naquele tempo, os publicanos e pecadores aproximavam-se de Jesus para o escutar. Os fariseus, porém, e os mestres da Lei criticavam Jesus: “Este homem acolhe os pecadores e faz refeição com eles”. Então Jesus contou-lhes esta parábola: “Um homem tinha dois filhos. O filho mais novo disse ao pai: ‘Pai, dá-me a parte da herança que me cabe’. E o pai dividiu os bens entre eles. Poucos dias depois, o filho mais novo juntou o que era seu e partiu para um lugar distante. E ali esbanjou tudo numa vida desenfreada. Quando tinha gasto tudo o que possuía, houve uma grande fome naquela região, e ele começou a passar necessidade. Então foi pedir trabalho a um homem do lugar, que o mandou para seu campo cuidar dos porcos. O rapaz queira matar a fome com a comida que os porcos comiam, mas nem isto lhe davam. Então caiu em si e disse: ‘Quantos empregados do meu pai têm pão com fartura, e eu aqui, morrendo de fome’. Vou-me embora, vou voltar para meu pai e dizer-lhe: ‘Pai, pequei contra Deus e contra ti; já não mereço ser chamado teu filho. Trata-me como a um dos teus empregados’ Então ele partiu e voltou para seu pai. Quando ainda estava longe, seu pai o avistou e sentiu compaixão. Correu-lhe ao encontro, abraçou-o, e cobriu-o de beijos. O filho, então, lhe disse: ‘Pai, pequei contra Deus e contra ti. Já não mereço ser chamado teu filho’. Mas o pai disse aos empregados: ‘Trazei depressa a melhor túnica para vestir meu filho. E colocai um anel no seu dedo e sandálias nos pés. Trazei um novilho gordo e matai-o. Vamos fazer um banquete. Porque este meu filho estava morto e tornou a viver; estava perdido e foi encontrado’. E começaram a festa. O filho mais velho estava no campo. Ao voltar, já perto de casa, ouviu música e barulho de dança. Então chamou um dos criados e perguntou o que estava acontecendo. O criado respondeu: ‘É teu irmão que voltou. Teu pai matou o novilho gordo, porque o recuperou com saúde’. Mas ele ficou com raiva e não queria entrar. O pai, saindo, insistia com ele. Ele, porém, respondeu ao pai: ‘Eu trabalho para ti há tantos anos, jamais desobedeci a qualquer ordem tua. E tu nunca me deste um cabrito para eu festejar com meus amigos. Quando chegou esse teu filho, que esbanjou teus bens com prostitutas, matas para ele o novilho cevado’. Então o pai lhe disse: ‘Filho, tu estás sempre comigo, e tudo o que é meu é teu. Mas era preciso festejar e alegrar-nos, porque este teu irmão estava morto e tornou a viver; estava perdido, e foi encontrado”’. – Palavra da Salvação.

Reflexão:

O evangelista Lucas propõe no evangelho de hoje a famosa parábola do “filho pródigo”, que, após uma sequência de aventuras não das melhores e até imorais, decide voltar para casa. Cria-se de repente um clima de festa, que o velho pai comemora com profunda emoção “porque o filho estava morto e voltou a viver. ” Deus não afasta nunca o pecador arrependido, mas mostra incansavelmente o valor da divina misericórdia, que supera sempre a fraqueza humana.

São Turíbio de Mongrovejo, homem apostólico

Por: noticiascatolicas.com.br

São Turíbio de Mongrovejo, foi escolhido bispo e enviado ao Peru; era um homem apostólico

De origem espanhola, nasceu no ano de 1538. Cresceu muito bem educado dentro de uma formação cristã e humana, estudou Direito e prestou muitos serviços nessa área, sempre buscando dar testemunho cristão no ambiente em que se encontrava.

Turíbio ajudou até o rei Felipe, mas o chamado à vida dedicada ao Senhor, dentro do ministério sacerdotal, falou mais forte. Renunciou à sua profissão e, como sacerdote, foi escolhido bispo e enviado ao Peru. Era um homem apostólico.

Deparou-se com muitas injustiças: indígenas oprimidos, pobres abandonados. Então ele, no anúncio e na denúncia, passou a ser respeitado e ouvido por muitos.

Sem interesses e sem comungar com o poder opressor, ele deixou um marco para toda a América: de que o mundo precisa de santos, e isso só é possível na misericórdia, no amor, na verdade, no anúncio e na coragem de denunciar.

Depois de uma grave enfermidade, faleceu em 1606.

São Turíbio de Mongrovejo, rogai por nós!

Maestro do Vaticano visita o Santuário Nacional de Aparecida

Por: noticias.cancaonova.com

Em sua primeira visita ao Brasil, o maestro do Vaticano visitou na noite desta quinta-feira, 21, o Santuário Nacional de Aparecida. Monsenhor Marco Frisina, homenageou a Padroeira do Brasil com uma música de sua autoria.

Reportagem de Elaine Santos e Messias Junqueira

O post Maestro do Vaticano visita o Santuário Nacional de Aparecida apareceu primeiro em Notícias.

Campanha da Fraternidade: políticas públicas devem ajudar os jovens

Por: noticias.cancaonova.com

No Brasil, a Igreja vivencia a Campanha da Fraternidade que tem como tema Fraternidade e Políticas Públicas, assunto que requer ações e programas que garantam e coloquem em prática os direitos da juventude.

O post Campanha da Fraternidade: políticas públicas devem ajudar os jovens apareceu primeiro em Notícias.