19º Semana do tempo Comum – Terça-feira

Primeira Leitura: Deuteronômio 31,1-8

Leitura do livro do Deuteronômio – Moisés dirigiu-se a todo Israel com as seguintes palavras: “Tenho hoje cento e vinte anos e já não posso deslocar-me. Além do mais, o Senhor me disse: ‘Não atravessarás este rio Jordão’. É o Senhor teu Deus que irá à tua frente; ele mesmo, à tua vista, destruirá todas essas nações, para que ocupes suas terras. Josué passará adiante de ti, como disse o Senhor.

E o Senhor fará com esses povos o que fez com Seon e Og, reis dos amorreus, e com suas terras, que ele destruiu. Quando, pois, o Senhor os entregar a vós, fareis com eles exatamente o que vos ordenei. Sede fortes e valentes; não vos intimideis nem tenhais medo deles, pois o Senhor teu Deus é ele mesmo o teu guia, e não te deixará nem te abandonará”.

Depois Moisés chamou Josué e, diante de todo Israel, lhe disse: “Sê forte e corajoso, pois és tu que introduzirás este povo na terra que o Senhor, sob juramento, prometeu dar a seus pais, e és tu que lhe darás a posse dela. O Senhor, que é o teu guia, marchará à tua frente, estará contigo e não te deixará nem te abandonará. Por isso, não temas nem te acovardes”. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: Dt 32

A porção do Senhor é o seu povo.

  1. O nome do Senhor vou invocar; † vinde todos e dai glória ao nosso Deus! / Ele é a rocha: suas obras são perfeitas. – R.
  2. Recorda-te dos dias do passado / e relembra as antigas gerações; / pergunta, e teu pai te contará, / interroga, e teus avós te ensinarão. – R.
  3. Quando o Altíssimo os povos dividiu / e pela terra espalhou os filhos de Adão, / as fronteiras das nações ele marcou / de acordo com o número de seus filhos. – R.
  4. Mas a parte do Senhor foi o seu povo, / e Jacó foi a porção de sua herança. / O Senhor, somente ele, foi seu guia, / e jamais um outro deus com ele estava. – R.
Evangelho: Mateus 18,1-5.10.12-14

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus – Naquele tempo, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no reino dos céus?” Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles e disse: “Em verdade vos digo, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, não entrareis no reino dos céus. Quem se faz pequeno como esta criança, esse é o maior no reino dos céus.

E quem recebe em meu nome uma criança como esta é a mim que recebe. Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus. Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas para procurar aquela que se perdeu? Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela do que com as noventa e nove que não se perderam. Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

Os discípulos de Jesus manifestam a mentalidade corrente: o ser humano tem sede de poder. Jesus revira essa posição e mostra quem tem maior valor diante de Deus. Aponta uma criança, que é símbolo dos pobres, humildes, marginalizados e pecadores; enfim, aqueles que são esmagados pela sociedade injusta.

Esses constituem justamente o centro de atenção de Jesus, tanto que seu Reino é constituído por pessoas assim. Mas, cuidado! Não aconteça que a comunidade cristã escandalize ou trate mal os que vão dando os primeiros passos na fé! O Pai do Céu, em sintonia com a escolha de Jesus, tem os olhos voltados para esses pequenos. E no céu haverá festa quando um filho ou filha abandonar o mau caminho e de novo voltar a fazer parte da família de Deus.

COMPARTILHAR