5 razões para rezar o terço diariamente – segundo alguém que viu Nossa Senhora

Por: www.portalcatolico.org.br

“Se não fosse a oração mais agradável que podemos oferecer a Deus, Nossa Senhora não o teria recomendado com tanta insistência”
A Irmã Lúcia foi uma das três crianças a quem Nossa Senhora apareceu em Fátima, há 101 anos. Nos seus escritos sobre as “chamadas da mensagem de Fátima“, ela recorda o pedido de Nossa Senhora feito em 13 de maio daquele ano inesquecível de 1917:
“Rezem o Rosário todos os dias para obter a paz para o mundo e o final da guerra”.
A religiosa portuguesa detalhou 5 razões para rezarmos todos os dias o santo terço:
1 – É acessível a todos
“Se Deus, por meio de Nossa Senhora, nos tivesse pedido para irmos todos os dias participar e comungar na Santa Missa, certamente haveria muitos a dizerem, com justo motivo, que não lhes era possível”. Já “rezar o Terço é acessível a todos, pobres e ricos, sábios e ignorantes, grandes e pequenos”. Deus é um Pai que “se adapta às necessidades e possibilidades dos seus filhos”.
2 – É um encontro familiar com Deus
O terço “nos leva ao encontro familiar com Deus, como o filho que vai ter com seu pai para lhe agradecer os benefícios recebidos, tratar com ele os seus assuntos particulares, receber a sua orientação, a sua ajuda, o seu apoio e a sua bênção”.
3 – É uma oração agradável a Deus e recomendada por Nossa Senhora
Depois da Santa Missa, o terço “é a oração mais agradável que podemos oferecer a Deus e de maior proveito para as nossas almas. Se não fosse assim, Nossa Senhora não teria recomendado isso com tanta insistência”. O terço ou o rosário completo é excelente como preparação para recebermos Jesus na Eucaristia.
4 – É um reforço para as virtudes
O quarto benefício mencionado pela Irmã Lúcia para quem faz a oração diária do terço é o fato de que ele “é um meio poderoso para nos ajudar a conservar a Fé, a Esperança e a Caridade”.
5 – Ele impede os fiéis de caírem no materialismo
“Aqueles que abandonam a oração do terço e não tomam diariamente parte no Santo Sacrifício da Missa nada têm que os sustente, acabando por se perderem no materialismo da vida terrena”, escreve a religiosa que viu e ouviu pessoalmente Nossa Senhora de Fátima.
COMPARTILHAR