A atitude simples que pode ajudá-lo a manter suas intenções de Ano Novo

Este princípio também se aplica às finanças pessoais e ajuda a construir um círculo virtuoso

Não é surpresa que mais de metade de todas as intenções de Ano Novo acabem em falha. A razão pela qual isso acontece é bastante direta: ao pensar e planejar para o próximo ano, a maioria de nós escolhe a intenção errada.

A boa notícia é que as intenções erradas são fáceis de identificar. Muitas vezes, comprometemo-nos a mudar algo que realmente não queremos mudar, ou a fazer algo que realmente não queremos fazer, mas pensamos que devemos nos comprometer porque “parece certo”. Se você prefere Tai-Chi ao invés de corrida, não se inscreva para a próxima corrida apenas porque todo mundo se inscreveu.

Mas as reais complicações surgem quando buscamos metas ambíguas e não realistas. Frases como “Eu vou perder peso no próximo ano”, “Eu vou ganhar mais dinheiro”, “Eu vou ser mais ativo”, “Eu vou viajar mais”, “Eu serei mais gentil”, “Eu vou pagar minhas dívidas”, são simplesmente muito vagas para serem mensuráveis. E se as metas não são mensuráveis, realmente não há nenhuma maneira de configurar qualquer tipo de plano para alcançá-las.

Este é um clichê, mas funciona: assim como os especialistas em finanças pessoais recomendam que você não estabeleça objetivos que sejam muito grandes para alcançar (“Eu vou investir 1.000,00 por mês em ações este ano!”), o mesmo princípio se aplica a quase todo o resto. Isto é o que os economistas e os psicólogos comumente se referem como o “efeito bola de neve”. Mesmo que, no início, os objetivos que você estabelecer possam parecer insignificantes (“Eu vou economizar 50,00 por mês”), o processo se baseia em si mesmo e torna-se maior e maior (“Legal, economizar esses 50,00 foi fácil. Agora irei para os 100,00”).

É fácil ver como funciona a “bola de neve”. Um círculo virtuoso (como um vicioso) implica o rolamento de uma bola de neve por uma encosta coberta de neve. Você viu isso em desenhos um bilhão de vezes. À medida que rola para baixo, a bola pega mais neve e impulso. No meio do ano, você já estará vendo os frutos de alcançar suas metas.

A chave para obter a bola (de neve) é simples: ao invés de apenas dizer “eu vou ser mais gentil”, defina um objetivo específico: “Eu vou ser mais gentil com essa pessoa em particular, e direi uma coisa legal a essa pessoa todo dia”. Isso é mais realista, eficaz e, acima de tudo, funciona.

Aleteia: vida plena com valor

COMPARTILHAR