Alerta: estamos literalmente “morrendo pela boca”

Uma breve reflexão que vale para a vida inteira

Um vídeo para refletir. O homem é como o peixe: morre pela boca.

Os banquetes e mesas fartas têm aberto mais covas no cemitério que a peste e a fome, enquanto a frugalidade e o jejum nunca fizeram mal.

Se não conseguir visualizar o vídeo, clique aqui.

Aleteia: vida plena com valor

COMPARTILHAR