Cancelam história blasfema “Segunda Vinda” de Jesus após abaixo-assinado

Por: noticiascatolicas.com.br

Depois de uma campanha de CitizenGo que recolheu mais de 230 mil assinaturas, a editora norte-americana DC Comics, sob seu selo “Vertigo”, cancelou a história blasfema intitulada “Second Coming” (Segunda Vinda), que apresente Jesus Cristo como o companheiro de um super-herói todo-poderoso.

“Estou feliz que ‘Second Coming’ não seja publicado por DC Comics. Essa é uma vitória para os cristãos e a favor do respeito pelas crenças religiosas. Seria uma pena que uma marca popular e querida como é DC Comics promovesse este conteúdo blasfemo e anticristão”, disse o CEO de CitizenGo, Ignacio Arsuaga.

No dia 13 de fevereiro, vários empresários varejistas receberam um e-mail indicando que os pedidos dos primeiros números da série tinham sido cancelados, com uma mensagem que dizia: “Esses problemas não serão resolvidos”.

O produto ia ser publicado mensalmente a partir de 6 de março de 2019.

Entretanto, na última quarta-feira, Mark Russel, que foi criou a série junto com o artista Richard Pace, assegurou em sua conta de Twitter que pediu os direitos da série a DC Comics e que ainda pretende publicá-la, provavelmente em outra editora.

Em uma entrevista realizada em agosto de 2018, Russel disse que ‘Second Coming’ trata sobre “um super-herói todo-poderoso, chamado Sun-Man, tem que dividir um apartamento de dois quartos com Jesus Cristo”.

“O conceito é que Deus ficou tão chateado com a atuação de Jesus na primeira vez que veio à Terra, por ter sido preso e crucificado logo depois, que o manteve trancado desde então”, indicou naquela ocasião.

Ao contrário do que ensinam as Sagradas Escrituras, ‘Second Coming’ apresenta Jesus com limitações de conhecimento e habilidades. Além disso, o Cristo da história não sabe o que está acontecendo na Terra até sua volta.

“Quando Jesus regressa, surpreende-se como os cristãos interpretaram mal o Evangelho”, explica Russel. “A religião cristã não se baseia realmente no que ele (Jesus) ensinou, particularmente nas mega igrejas evangélicas modernas”, porque “o têm mais como um mascote em camisetas, para provar que estão no time vencedor”, afirmou.

Diante disso, CitizenGo, a plataforma pró-vida e pró-família internacional, iniciou uma campanha de coleta de assinaturas para deter o lançamento de ‘Second Coming’.

“Você poderia imaginar a mídia e o alvoroço político se a DC Comics alterasse e ridicularizasse a história de Maomé ou Buda? Este conteúdo blasfemo não deve ser tolerado. Jesus Cristo é o Filho de Deus. Sua história não deve ser ridicularizada para vender quadrinhos”, denunciou a plataforma em um comunicado.

Diante disso, CitizenGo incentivou os fiéis a assinar a petição de rechaço a ‘Second Coming’. “Faça DC Comics saber que a reação certamente não será positiva. Se não podemos deter o lançamento inicial, esperamos poder nos assegurarmos de que não haja lançamentos futuros”, indicou.

Via ACI Digital

COMPARTILHAR