Cultura: Universidade Católica Editora traz reflexão académica para o «ambiente informal» da Feira do Livro

v01_ELETRONORTE_SUPERBANNER_CIRIODENAZARE_728X90PX (1)

Lisboa, 07 jun 2017 (Ecclesia) – A Universidade Católica Editora está pela 12.ª vez na Feira do Livro, em Lisboa, a maior do país, e realça a oportunidade de refletir e debater, em ambiente descontraído, as temáticas que fazem parte da investigação académica da instituição.

“É a possibilidade de interação com as pessoas num ambiente informal. Nós não estamos muito habituados a isso no meio académico e é muito agradável ter esse contacto”, sublinha a diretora executiva da editora, Anabela Antunes.

Criada há 20 anos, a Universidade Católica Editora funciona como uma montra daquilo que de mais relevante é feito, em termos científicos e de investigação, no meio da Universidade Católica Portuguesa.

Com presença no “mercado nacional e internacional”, a oferta é vasta e integra matérias como “as neurociências, os cuidados paliativos, a robótica e inteligência artificial, a política, a literatura e os jovens, o contrato de trabalho”.

Tudo temáticas que a Universidade Católica Editora está a levar à 87.ª Feira do Livro, que está em marcha no Parque Eduardo VII, em Lisboa.

A apresentação destas obras é feita em modo debate, “uma forma muito mais interessante de apresentar um livro”, salienta Anabela Antunes.

O pavilhão da editora tem o número D43, mas os oito debates que foram preparados estão a decorrer na Praça Amarela e na Praça Laranja, com a participação de autores como Alexandre Castro Caldas, Sílvia Mateus Marques, João Pereira Coutinho e Maria Amélia Cruz.

Em ligação com os 80 anos da Rádio Renascença, a Universidade Católica Editora aposta também nos media, mais concretamente na rádio, com um debate no dia 10 de junho, às 18h00, sobre ‘A Rádio e o fim do Regime”, com a participação de Rogério Santos (autor), Adelino Gomes e José Manuel Nunes, e com moderação de Nelson Ribeiro.

De acordo com a diretora executiva da editora, houve “um esforço muito grande para a edição de muitos dos livros que vão estar presentes nestes debates, para estarem já na Feira do Livro”.

“Levamos moderadores e pessoas da Universidade para criar uma sensibilidade das pessoas para esses temas, e mostrar a posição da UCP diante deles”, acrescenta a mesma responsável.

Mas além de temas mais de âmbito científico ou mesmo teológico, de temática cristã, a ideia foi também trazer ao evento, até 18 de junho, “trabalhos mais práticos e acessíveis a um público genérico”.

Neste ponto, Anabela Antunes dá como exemplo o projeto da coleção ‘Argumento’, constituído por “livros de bolso” que abrangem “todas as áreas de interesse”.

Ao longo desta semana, o Programa Ecclesia na Antena 1, a partir das 22h45, dá a conhecer as propostas das editoras católicas para a 87.ª edição da Feira do Livro, que está a decorrer no Parque Eduardo VII, em Lisboa, até dia 18 de junho.

LS/JCP

Agencia Ecclesia

COMPARTILHAR