Ecumenismo/Taizé: Papa desafia jovens a mostrar atenção a quem sofre

Cidade do Vaticano, 28 dez 2017 (Ecclesia) – O Papa Francisco dirigiu uma mensagem aos milhares de jovens que participam desde hoje no 40.º Encontro Europeu promovido pela comunidade ecuménica de Taizé, este ano na cidade suíça de Basileia.

“O Papa encoraja-vos a que vos deixeis habitar por esta alegria que nasce da amizade vivida com Jesus, e que nunca nos fecha aos outros, nem aos sofrimentos deste mundo”, refere o texto enviado através do secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin.

A mensagem sublinha que o encontro procurar “acolher e aprofundar a mensagem de Jesus que é fonte de alegria para todos os que lhe abrem o seu coração”.

O texto evoca o 500º aniversário da reforma protestante, convidando os cristãos a percorrer as “estradas da fraternidade”.

“O Papa pede ao Espírito Santo que vos ajude, jovens protestantes, católicos e ortodoxos, a que vos alegreis e a que vos enriqueçais da diversidade dos dons dados a todos os discípulos de Cristo, por forma a manifestardes que a alegria do Evangelho nos une para além de todos os ferimentos das nossas divisões”, pode ler-se na mensagem divulgada pela sala de imprensa da Santa Sé.

A Comunidade Ecuménica de Taizé reúne milhares de jovens neste encontro anual de oração, reflexão e celebração, que termina a 1 de janeiro de 2018.

Entre as mensagens recebidas pelos monges está também a do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, que fala numa “época difícil para a família humana”, por causa do “perigo nuclear” do terrorismo e das violações dos direitos humanos.

“A unidade é crucial para criar um mundo melhor para todos”, assinala o responsável português, para quem é fundamental envolver os jovens na concretização dos objetivos comuns de paz e desenvolvimento.

OC

Agencia Ecclesia

v01_ELETRONORTE_SUPERBANNER_CIRIODENAZARE_728X90PX (1)
COMPARTILHAR