Ele encontrou no Rosário um remédio para o estresse

v01_ELETRONORTE_SUPERBANNER_CIRIODENAZARE_728X90PX (1)

Nossa Mãezinha nunca desampara seus filhos

Dia desses, estava tomando café da manhã na minha casa quando bateram desesperadamente na porta. Corri para ver quem era. Dei de cara com o Sr. Jorge. Ele estava chorando muito, e disse:

– Padre, como posso acabar com todo o estresse que eu tenho? Já não aguento mais, meu pai está no hospital, minha mãe quase não pode caminhar, minha esposa está brava porque eu cuido dos meus pais e, no meu trabalho, querem me despedir. Sinto que estou ficando louco e não sei o que fazer.

Eu respondi:

– Que bom que o senhor veio! Vamos à igreja. Alguém está te esperando… Contemple o rosto da Virgem Maria e veja quanta paz e tranquilidade ela tem.

– Sim, padre, eu sei. E isso me faz tanta falta. Mas sinto que já não consigo mais contemplá-la.

– Filho, é ela quem pode te dar a paz que você tanto quer, pois ela também teve uma vida difícil, sempre teve problemas. Imagine como foi difícil dizer a José que ela estava esperando o Filho de Deus. Pense como ela se sentiu quando chamaram seu Filho de bêbado e blasfemo. Lembre-se do quanto ela sofreu ao saber que Jesus estava sendo julgado, e depois, condenado à morte. Tente vê-la seguindo seu amado Filho com a cruz nas costas, sangrando e sendo humilhado. Tente sentir sua dor ao vê-lo crucificado e, depois, morto em seus braços. Concorda que a vida dela não foi fácil?

– Sim, padre Sergio, a vida dela não foi fácil.

– E, apesar de tanta dor e sofrimento, ela nunca perdeu a esperança, jamais deixou de confiar. Durante toda a vida dela, sua fé lhe recordava que os planos de Deus eram perfeitos e que tudo daria certo… Com a graça de Deus, ela teve forças para se manter firme e em paz. Além disso, ela tem acompanhado seus filhos, que procuram sua ajuda…

Naquele momento, ficamos nós dois diante da Virgem de Fátima. Eu lhe entreguei meu Rosário, dizendo:

– Jorge, Maria – a sua Mãe – teve muita confiança. Por isso, mesmo em meio às piores tormentas, sempre seguiu adiante. Eu te convido a não se preocupar tanto. É melhor se ocupar e perguntar a ela como fazer. Pegue o Santo Rosário e reze. Em cada Ave-Maria, peça a ela que o ensine a se manter de pé e com esperança. Reze à Virgem e depois venha me contar como vai o seu estresse… Verá que tudo será diferente.

Jorge começou a chorar. E disse:

– Padre, prometo à Virgem Santíssima, diante do senhor, que rezarei o Rosário todos os dias. Pedirei que ela me sustente e que me encha de esperança para que eu saiba que tudo vai dar certo, com a ajuda de seu Filho, Jesus.

Dias depois, encontrei o Jorge em uma livraria. Ele veio me dizer, feliz da vida:

– Padre, agradeço muito a Deus por tê-lo colocado no meu caminho. Agora, rezo à Virgem todos os dias. E me sinto tão bem… Já não estou sozinho. Agora a Virgem me ajuda. Aquele dia, vim buscar uma maneira de me curar do estresse. E o senhor me deu algo melhor: ensinou-me o poder da oração do Santo Rosário.

Fiquei muito feliz! É minha Mãezinha do Céu ajudando e acompanhando seus filhos. Por favor, nunca deixem de rezar o Santo Rosário!

Aleteia: vida plena com valor

COMPARTILHAR