Fátima 2017: Papa agradece acolhimento e o testemunho de fé na Cova da Iria

Fátima, 08 jun 2017 (Ecclesia) – O Papa enviou uma mensagem a D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, para agradecer pelo “acolhimento fraterno” e a “hospitalidade fidalga” de que foi alvo na sua peregrinação à Cova da Iria, a 12 e 13 de maio.

Francisco recorda os momentos em que foi “envolvido pelo carinho e entusiasmo da fé daquela multidão incontável de peregrinos”, na celebração da primeira peregrinação internacional do centenário das aparições.

“Fátima oferece a todos um Coração grande de Mãe e convida o coração de cada um – filho ou filha que seja – a parecer-se um pouco mais com o dela. Corações assim parecidos encontramo-los no Céu – por exemplo, em São Francisco Marto e Santa Jacinta Marto”, refere.

O Papa saúda o “efusivo testemunho de alegria e amor a Nossa Senhora de Fátima” de D. António Marto e o trabalho de todos os seus colaboradores, “em toda a parte, desde a mesa ao altar”.

“Ao mesmo tempo que encorajo essa amada diocese a prosseguir no anúncio e serviço dos desígnios de misericórdia que a Santíssima Trindade nutre pela humanidade inteira, invoco, pela intercessão da Virgem Maria e dos Santos Pastorinhos, a abundância dos dons e consolações do Céu”, escreve Francisco.

O Papa deixa uma palavra de “profunda gratidão” aos responsáveis pelo acolhimento no santuário, em particular ao reitor da instituição, padre Carlos Cabecinhas.

OC

Agencia Ecclesia

v01_ELETRONORTE_SUPERBANNER_CIRIODENAZARE_728X90PX (1)
COMPARTILHAR