Funchal: D. Nuno Brás pede participação na vida democrática e nos próximos atos eleitorais

Bispo do Funchal presidiu pela primeira vez à Festa do Monte, onde afirmou unidade da vida espiritual e cívica

Foto: Jornal da Madeira

Funchal, Madeira, 15 ago 2019 (Ecclesia) – O bispo do Funchal apelou à participação dos madeirenses nas próximas eleições, apontando o dever de participação “na escolha” dos que vão governar e indicando que a “vida democrática” reconhece a “mesma dignidade” a todos os cidadãos.

“É a vida democrática, conquista preciosa da nossa civilização, que faz corresponder a cada adulto um voto, o mesmo é dizer: que reconhece a mesma dignidade a todos os cidadãos adultos de um país, quaisquer que eles sejam: que não os diferencia pelo dinheiro que possuem, pelas capacidades que têm ou pela sua notoriedade, mas que a todos iguala pelo facto de serem seres humanos, cidadãos na posse plena das suas capacidades”, afirmou D. Nuno Brás durante a homilia, enviada à Agência ECCLESIA, da solenidade da Assunção de Nossa Senhora ao Céu, celebrada na Festa do Monte, esta manhã.

Com a “aproximação do período eleitoral”, que o responsável afirma ser “sempre decisivo para a vida como sociedade”, disse o bispo do Funchal ser necessária a participação de todos para a escolha dos que “hão-de fazer as leis”, dos que irão “administrar o dinheiro comum proveniente dos impostos” pagos, daqueles que irão “escolher os caminhos a percorrer nestes próximos anos”.

“Havemos de o fazer tendo em conta a dignidade de todo o ser humano e os valores cristãos que, desde sempre, dão forma ao nosso viver madeirense e português”, sublinhou.

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou as eleições para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira para o dia 22 de setembro.

D. Nuno Brás lamentou os “ataques pessoais” e a “a desvalorização do outro candidato, por vezes até através de calúnias” que têm acontecido nos “últimos tempos”.

“Faço, nesta celebração da solenidade de Nossa Senhora, nesta festa da nossa padroeira, um apelo sincero mas firme a todos os candidatos: que este tempo de campanha eleitoral possa ser um tempo e um espaço de civilização. No contraste natural que evidencia a diferença das ideias e das propostas; no mostrar a diferença das pessoas, das suas capacidades e projectos, peço que todos sejam capazes de manter a elevação do debate e o respeito pela dignidade dos intervenientes”, sublinhou.

Para D. Nuno Brás os cristãos não se devem “confinar às realidades espirituais”.

“Não nos peçam nunca para nos esquecermos da vida dura, do trabalho, da política, ou até do divertimento. Não nos peçam para calar a verdade do homem na moral, quer dizer, em tudo o que diz respeito às escolhas (pessoais, sociais, comunitárias) que sempre temos que realizar”, firmou, acentuando o “direito e o dever” que os cristãos têm de “lutar por uma sociedade sempre mais plenamente humana”.

Nós cristãos temos não apenas o direito como o dever de falar, de lutar por uma sociedade sempre mais plenamente humana; por relações entre pessoas em que todos possam ser respeitados na sua dignidade; por modos de existência que não caiam em soluções fáceis mas que nos tornam profundamente desumanos, a nós e a toda a sociedade: é mais fácil abortar uma criança que cuidar dela; é mais fácil matar, eutanasiar, um doente ou um idoso que cuidar dele, que proporcionar-lhe os cuidados que estão ao nosso alcance para o ajudar e acompanhar nos seus últimos mas preciosos momentos da vida”.

O bispo do Funchal afirmou ainda que a Assunção de Nossa Senhora, celebrada neste dia, afasta o “dualismo” que separa o corpo e a alma, uma vez que é o “ser humano plenamente salvo” que o exemplo de Nossa Senhora mostra.

“Com o reconhecimento e a afirmação desta verdade de fé, está afastado qualquer dualismo que considere o corpo e as realidades materiais como más, destinadas por isso à perdição. Bem pelo contrário: nada se perderá de quanto foi criado; tudo está destinado a partilhar da glória divina”, assinalou.

LS

Partilhar:

Por: www.agencia.ecclesia.pt

COMPARTILHAR