Lisboa: Patriarcado reage a caso de desaparecimento de arte sacra na igreja de Santo Condestável

Lisboa, 03 jan 2017 (Ecclesia) – O Patriarcado de Lisboa reagiu hoje, em comunicado, às notícias sobre o desaparecimento de arte sacra na igreja de Santo Condestável, em Lisboa, caso que tem como arguido um sacerdote do clero desta diocese.

Em nota divulgada na sua página de internet, o Patriarcado informa que a situação lhe foi reportada em março de 2017, quando chegou a “informação do desaparecimento de várias peças de arte sacra na referida igreja”.

“Imediatamente se determinou que o caso fosse apresentado à Polícia Judiciária, tal como veio a acontecer”, acrescenta o comunicado.

O sacerdote em causa, padre António Teixeira, tinha sido substituído, a seu pedido, na condução da Paróquia, no final do mês de janeiro de 2017, não desempenhando atualmente qualquer cargo pastoral.

“Sem precipitar juízos que cabem aos tribunais, cumpra-se a lei e acompanhem-se as pessoas”, conclui a nota.

Segundo avança o jornal ‘Público’, na sua edição de hoje, a Polícia Judiciária já terá conseguido recuperar algumas das obras desparecidas e a investigação prossegue.

OC

Agencia Ecclesia

COMPARTILHAR