O “sim” emocionante da mulher que morreu 18 horas depois de se casar

Uma história para comprovar que é preciso lutar pelos sonhos e se apegar à vida até o fim

Apenas 18 horas depois de ter se casado e dois anos depois de ter sido diagnosticada com câncer, Heather Mosher morreu em um hospital de Connecticut, nos Estados Unidos.

Ela não conseguiu vencer a doença, contra a qual lutou até o último momento. Mas as fotos do seu casamento com David, publicadas no Facebook, transformaram-se num poderoso símbolo dessa batalha, do apego à vida e do desejo de estar aqui e vivê-la intensamente até o fim (L’Huffington Post, 3 de janeiro).

Antecipação para o dia 23 de dezembro

De acordo com o Abc News (2 janeiro), o casamento seria realizado no dia 30 de dezembro. Mas a piora na saúde da mulher convenceu o casal a antecipar a data para o fatídico dia 23. O matrimônio foi celebrado na capela do hospital em que Heather estava internada e teve a participação de parentes e amigos. Horas depois, ela morreu em sua cama.

O diagnóstico de câncer de mama

Heather e David se conheceram em 2016 e, um ano depois, o homem tinha a intenção de pedir a mão de Heather em casamento. Porém, quando ele estava pronto para fazer o pedido, ela foi diagnosticada com câncer de mama. Apesar da triste notícia, David não desistiu do pedido. “Ela não podia enfrentar este caminho sozinha”, disse.

A metástase

Logo depois do diagnóstico, os médicos notaram uma agressividade elevada do tumor, o que obrigou a mulher a viver os últimos anos entre hospitais, tratamentos e terapias. Em setembro de 2017, a metástase atingiu o cérebro.

Naquele momento, ficou claro que não havia mais nada a fazer. Heather continuou lutando e conseguiu realizar o seu sonho de amor com David (Today, 2 de janeiro).

Aleteia: vida plena com valor

v01_ELETRONORTE_SUPERBANNER_CIRIODENAZARE_728X90PX (1)
COMPARTILHAR