Missão da Canção Nova, no Mato Grosso, completa 27 anos

Por: noticias.cancaonova.com

Neste ano, a Canção Nova celebra 27 anos de evangelização em Mato Grosso. Vamos então acompanhar como foi o acampamento de aniversário da Missão.

Reportagem de Ziza Pereira e Alex Silva.

O post Missão da Canção Nova, no Mato Grosso, completa 27 anos apareceu primeiro em Notícias.

Gustavo Bebianno, Secretaria-Geral da Presidência, é demitido

Por: noticias.cancaonova.com

A semana em Brasília começou com a expectativa em torno da demissão do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

Confira a reportagem de Osvaldo Luiz Silva e Emerson Câmara

O post Gustavo Bebianno, Secretaria-Geral da Presidência, é demitido apareceu primeiro em Notícias.

Fraternidade Humana

Por: noticiascatolicas.com.br

Um fato realmente histórico aconteceu no início deste mês de fevereiro, a visita do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos na península arábica. Nunca ali esteve um papa, nem mesmo o papa São João Paulo II, o mais viajado de todos. O motivo da viagem não poderia ser mais nobre. Não foi somente o encontro com a população local, mas a assinatura de um documento, em prol da paz mundial e convivência comum entre os povos. Documento firmado entre a Igreja Católica e a instituição espiritual cultural das mais respeitada do Islã na pessoa do grande Imã de Al-Azhar, Anmed Al-Tayyeb.

Neste documento se afirma que a fé leva o crente a ver no outro um irmão que se deve apoiar e amar. Da fé em Deus criador de tudo, brota a fraternidade que o crente é chamado a expressar às pessoas e também o cuidado com a criação. Em nome da fraternidade humana que abraça e une todos os homens, em nome da justiça e misericórdia, “fundamentos da prosperidade ” e pilares da fé, declaram os signatários, adotarem a cultura do diálogo como caminho, a colaboração comum como conduta e o conhecimento mútuo como método e critério.

A declaração indica como motivos da crise que o mundo atravessa hoje, a consciência humana anestesiada, o afastamento dos valores religiosos, o individualismo e o materialismo. Reconhece os passos positivos da nossa civilização moderna nos campos da ciência, tecnologia e bem-estar. Mas ao mesmo tempo verifica uma deterioração da ética nas atividades internacionais e o enfraquecimento dos valores espirituais e do sentido de responsabilidade.

Algo preocupante neste documento é a constatação de que vivemos uma “terceira guerra mundial aos pedaços” que produz sempre mais vítimas. “Afirmamos igualmente que as graves crises políticas, a injustiça e a falta duma distribuição equitativa dos recursos naturais, geram, e continuam a fazê-lo, enormes quantidades de doentes, necessitados, e mortos, causando crises letais de que são vítimas vários países”.

Duas indicações merecem destaque. A afirmação da família como núcleo fundamental da sociedade e da humanidade, família que deve ser defendida por todas as instituições. E a importância de ter claro o objetivo das religiões, que é crer e honrar a Deus, autor e doador da vida que deve ser preservada por todos, desde seu início até seu fim natural. De igual importância é a afirmação de que as religiões nunca incitam à guerra nem suscitam ódio ou violência. Tudo isso é desvio dos verdadeiros ensinamentos das religiões através de falsas interpretações. As religiões não devem ser instrumentalizadas para conduzir à guerra, espalhar terrorismo, mas devem ser promotoras da paz.

Os valores que as religiões cultivam são condensados na ideia de “fraternidade humana e convivência comum”. O cultivo da justiça, do diálogo e da liberdade deve ser o objetivo maior da atuação e prática religiosa que favoreçam uma autêntica cidadania promotora da dignidade humana, capaz de tutelar os direitos humanos.

Por fim, o documento sela a cooperação da Igreja Católica e esta instituição, das maiores do Islamismo, no propósito de uma cooperação conjunta em levar a mensagem deste documento ao mundo todo, para o bem e a paz e para defender o direito dos oprimidos e marginalizados.

A declaração se conclui expressando o desejo de que ela mesma seja um convite à reconciliação e à fraternidade entre todos os crentes. Mais ainda, entre os crentes e os não-crentes, e entre todas as pessoas de boa vontade, para levar avante os valores da tolerância e da fraternidade.

Realmente, temos de reconhecer, que este encontro e esta declaração conjunta entre o Papa, cristão, e o Imã, muçulmano, inicia uma nova época de relacionamento e união entre as religiões. O cristianismo e o islamismo são as maiores correntes religiosas da humanidade. Este acontecimento prova a ação misteriosa do próprio Deus na história através das pessoas de boa vontade para transformar para melhor o nosso mundo. Deus seja louvado.

Por Dom Pedro Cipollini – Bispo de Santo André (SP)

Igreja busca construir e implementar medidas preventivas para proteger as crianças do abuso sexual

Por: noticiascatolicas.com.br

A partir de quinta-feira, 21, acontece no Vaticano o Encontro sobre a Proteção dos Menores. O arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) cardeal Sergio da Rocha, representará a CNBB. Ele deve partilhar, na Santa Sé, algumas medidas preventivas para proteger as crianças do abuso sexual na Igreja.

Para o presidente da CNBB, há, hoje, “uma consciência maior a respeito da gravidade dos abusos de menores, especialmente quando cometidos por clérigos, assim como, da necessidade de justiça e de assistência às vítimas”.

Dom Sergio explica que o assunto tem sido abordado nas reuniões dos bispos, em encontros de formação para formadores de seminários, para presbíteros e religiosos. Aqui no Brasil, por exemplo, a CNBB, ainda em 2011, refez as Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil, ressaltando a importância da formação humano afetiva na formação inicial e na formação permanente dos presbíteros. “O tema tem sido abordado nos encontros para formadores, em nível regional e nacional”, apontou o cardeal.

Para ele, as referências claras do papa Francisco ao tema têm ajudado muito a tomar consciência da gravidade do problema e da necessidade de ação enérgica para a sua superação e prevenção: “Esperamos que o encontro que vai ocorrer no Vaticano possa nos oferecer maiores orientações para aprimorar as iniciativas já existentes na superação e prevenção dos abusos e de assistência às vítimas”.

O presidente da CNBB também ressalta que o tema necessita receber mais atenção não somente na Igreja, mas também na sociedade, “pela sua gravidade e pelos casos que ocorrem em outros ambientes, como a família”. Segundo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado em junho de 2018, num período de seis anos (2011-2017) foram notificados 184.524 casos de violência sexual, sendo a maioria na residência da vítima, correspondendo a 69,2% das ocorrências com crianças e 58,2% dos casos em que adolescentes são vítimas.

Dentro da Igreja, alguns desafios estão postos, como a maior atenção à formação humano-afetiva, a necessidade de maior agilidade na apuração de casos de abusos e o contato com as vítimas para diálogo e assistência.

Atuação da CNBB

Além da abordagem da temática de formação humano afetiva dos futuros padres, a CNBB criou uma Comissão para tratar dos abusos, para assessorar os bispos e suas dioceses, de acordo com o cardeal Sergio. Outra iniciativa da Conferência Episcopal foi a elaboração do texto “Cuidado pastoral das vítimas de abuso sexual”, que está sendo publicado, após várias revisões e aprimoramento.

“Um primeiro texto foi redigido em 2012 e enviado para a Congregação para Doutrina da Fé, do Vaticano. No final de 2018, o texto foi aprovado pela Congregação para a Doutrina da Fé, embora continue sujeito a modificações conforme a legislação canônica e civil”, recorda dom Sergio.

“Aguardamos a reunião a ser realizada no Vaticano para dar novos passos na abordagem desse problema que tem causado tanto sofrimento, na Igreja, especialmente em alguns países”, espera o cardeal.

O encontro no Vaticano

Na última terça-feira, o organizador do encontro, padre Hans Zollner apresentou a dinâmica do encontro a jornalistas no Vaticano. De acordo com o padre jesuíta, “será um encontro de pastores que pela primeira vez enfrentarão a questão da proteção dos menores na Igreja de maneira constante, levando em consideração estruturas e procedimentos em nível mundial”.

O encontro contará com a presença do papa Francisco. E terá os seguintes temas em cada dia:
– No primeiro dia, serão discutidas as responsabilidades pastorais e jurídicas do bispo
– No segundo dia, será a oportunidade de estabelecer a quem o bispo ou o superior de uma ordem deve prestar conta da sua ação em matéria e, portanto, definir as estruturas, procedimentos e métodos que possam ser concretamente aplicáveis.
– No terceiro dia será dedicado ao tema da transparência. “Transparência interna, naturalmente, mas também para com as autoridades estatais e com todo o povo de Deus”.

Não foram divulgadas informações sobre o quarto dia de encontro.

Via CNBB

PF deflagra 60ª fase da Lava Jato para investigar lavagem de dinheiro

Por: noticias.cancaonova.com

Grandes quantias eram destinadas para campanhas políticas

Agência Brasil

A 60ª fase da Lava Jato, chamada de Operação Ad Infinitum, foi deflagrada na manhã de hoje, 19, pela Polícia Federal (PF) para apurar um esquema de lavagem de dinheiro envolvendo grandes quantias do chamado Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, por meio da atuação de operadores financeiros, entre os anos de 2010 e 2011, O dinheiro era destinado a “irrigar campanhas eleitorais e a efetuar o pagamento de propina a agentes públicos e políticos aqui no Brasi”, diz a nota divulgada pela PF.

Policiais federais cumprem, desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira, dois mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva, em endereços na capital paulista, em São José do Rio Preto, no Guarujá e em Ubatuba, no estado de São Paulo. Os mandados foram expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba. O suspeito preso será levado para a sede da PF em São Paulo e posteriormente encaminhado para a Superintendência do Paraná, onde vai ser interrogado.

“O preso é um conhecido operador financeiro já indiciado em outras fases da Operação Lava Jato e suspeito de ter fornecido grande parte dos recursos para a empresa. Também foi determinada ordem judicial de bloqueio de ativos financeiros dos investigados”. De acordo com a PF, as investigações se basearam em depoimentos e colaborações colhidas dos próprios funcionários da Odebrecht e de doleiros investigados em fases anteriores da operação.

Essas investigações permitiram levantar que, entre os anos de 2010 e 2011, um dos investigados mantinha em território nacional cerca de R$ 100 milhões em espécie, “relativamente aos quais conseguiu, ao longo deste período, repassar ao Setor de Operações Estruturadas da empreiteira, a fim de possibilitar que esta fizesse caixa para financiamento de campanha eleitorais e pagamento de propina a agentes públicos”.

Segundo a PF, o nome da operação faz referência “ao fato de o caso parecer tratar de mais uma repetição do modo de atuação de alguns integrantes da organização criminosa, remetendo a um ciclo criminoso que nunca termina”. 

O post PF deflagra 60ª fase da Lava Jato para investigar lavagem de dinheiro apareceu primeiro em Notícias.

Presidente da CNBB viaja a Roma para evento sobre proteção de menores

Por: noticias.cancaonova.com

Os presidentes das conferências episcopais do mundo foram convocados pelo Papa Francisco para o encontro no Vaticano

Da redação

Arcebispo de Brasília e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Sergio da Rocha / Foto: Arquivo CNBB

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cardeal Sérgio da Rocha, viaja nesta terça-feira, 19, para Roma. O arcebispo metropolitano de Brasília irá participar do Encontro “A proteção dos menores na Igreja”, que acontece no Vaticano de 21 a 24 de fevereiro.

O encontro foi convocado pelo Papa Francisco e reunirá os presidentes das conferências episcopais da Igreja Católica de todo o mundo. 

De acordo com o diretor interino da Sala de Imprensa da Santa Sé, Alessandro Gisotti, a reunião prevê sessões plenárias, grupos de trabalho, momentos comuns de oração com a escuta de testemunhos, uma liturgia penitencial e uma celebração eucarística final. O Papa Francisco assegurou sua presença durante todo o encontro, que será realizado na Sala nova do Sínodo. 

Leia mais
.: Dom Sérgio da Rocha comenta encontro sobre proteção de menores
.: Vaticano apresenta detalhes do encontro
.: Papa Francisco pede orações por encontro sobre proteção de menores
.: “Igreja precisa ser purificada”, diz cardeal

Recentemente, os participantes do encontro foram exortados a encontrarem-se com as vítimas de abusos em seus próprios países antes de irem para o encontro no Vaticano.  Em carta, a Comissão Organizadora do evento afirmou que estes encontros pessoais seriam uma forma concreta para garantir que as vítimas tenham o primeiro lugar nas mentes de todos durante a reunião.  

Compromisso da Igreja

Em vários momentos de seu Pontificado, o Papa Francisco reafirmou o compromisso da Igreja de garantir a proteção de menores e de adultos em situações de vulnerabilidade.

No mês de agosto, o Pontífice divulgou uma carta ao povo de Deus, para falar sobre a “atrocidade” dos casos de abusos cometidos por membros do clero e religiosos e reiterou “tolerância zero” para aqueles que cometem ou acobertem esses crimes.

Na ocasião, ele afirmou que a comunidade eclesial assumia com “vergonha e arrependimento”, que não soube estar onde deveria e não agiu a tempo de reconhecer a dimensão e a gravidade do dano que estava sendo causado em tantas vidas.

“Nós negligenciamos e abandonamos os pequenos (…) Olhando para o passado, nunca será suficiente o que se faça para pedir perdão e procurar reparar o dano causado. Olhando para o futuro, nunca será pouco tudo o que for feito para gerar uma cultura capaz de evitar que essas situações não só não aconteçam, mas que não encontrem espaços para serem ocultadas e perpetuadas”, enfatiza.

O post Presidente da CNBB viaja a Roma para evento sobre proteção de menores apareceu primeiro em Notícias.

Papa: os pobres pagam a conta das guerras, o dilúvio da atualidade

Por: noticias.cancaonova.com

Na homilia de hoje, Papa destacou que é preciso pedir a graça de chorar diante das calamidades do mundo, dos perseguidos, de quem morre na guerra

Da Redação, com Vatican News

Desde que foi eleito Papa, Francisco costuma presidir Missas na Capela da Casa Santa Marta / Foto: Vatican Media

O dilúvio universal e as guerras de hoje: o Papa Francisco traça uma linha de continuidade entre o que foi narrado no Livro do Gênesis e a atualidade, recordando o sofrimento das crianças famintas e órfãs, dos mais fracos, dos pobres que pagam “a conta da festa”.

Na homilia da missa na Casa Santa Marta nesta terça-feira, 19, o Pontífice exortou a ter um coração que se pareça com o coração de Deus, capaz de sentir raiva, de sentir dor, mas sobretudo de ser irmão com os irmãos, pai com os filhos; um coração humano e divino.

Deus tem sentimentos

Comentando a primeira leitura, o Papa falou da dor de Deus diante da malvadeza dos homens e no arrependimento por tê-los criado, a ponto de prometer cancelá-los da face da terra. É um Deus que tem sentimentos – afirmou o Papa –, “não é abstrato” de ideias puras e “sofre”, e este é “o mistério do Senhor”.

“Os sentimentos de Deus, Deus pai que nos ama – e o amor é uma relação – mas é capaz de enraivecer-se, de irritar-se. É Jesus que vem e mostra o caminho para nós, com o sofrimento do coração, tudo… Mas o nosso Deus tem sentimentos. O nosso Deus nos ama com o coração, não nos ama com as ideias, nos ama com o coração. E quando nos acaricia, nos acaricia com o coração e quando nos repreende, como um bom pai, nos repreende com o coração. Ele sofre mais do que nós”.

Francisco explicou que se trata de uma relação de coração a coração, de filho a pai que se abre. E se Deus é capaz de sentir dor no seu coração, também os homens serão capazes de sentir dor diante Dele. “Não é sentimentalismo, esta é a verdade”. 

O Santo Padre ressaltou ainda que os tempos de hoje não são diferentes dos tempos do dilúvio; existem problemas, as calamidades do mundo, os pobres, as crianças, os famintos, os perseguidos, os torturados, “as pessoas que morrem na guerra porque lançam bombas como se fossem balas”.

“Eu não creio que os nossos tempos sejam melhores do que os tempos do dilúvio, não creio: as calamidades são mais ou menos as mesmas, as vítimas são mais ou menos as mesmas. Pensemos por exemplo nos mais fracos, nas crianças. A quantidade de crianças famintas, de crianças sem educação: não podem crescer em paz. Sem pais porque foram massacrados pelas guerras… Crianças-soldado… Pensemos nessas crianças”. 

Chorar como Jesus

A graça a ser pedida – concluiu o Papa – é ter “um coração como o coração de Deus, que se pareça com o coração de Deus, um coração de irmãos com os irmãos, de pai com os filhos, de filho com os pais. Um coração humano, como aquele de Jesus, é um coração divino”.

“Há a grande calamidade do dilúvio, há a grande calamidade das guerras de hoje, onde a conta da festa é paga pelos mais fracos, os pobres, as crianças, aqueles que não têm recursos para ir avante. Pensemos que o Senhor está entristecido em seu coração e nos aproximemos Dele e digamos: “Senhor, olhe essas coisas, eu O compreendo”. Consolemos o Senhor: “Eu O compreendo e O acompanho”, acompanho na oração, na intercessão por todas essas calamidades que são fruto do diabo, que quer destruir a obra de Deus”.

O post Papa: os pobres pagam a conta das guerras, o dilúvio da atualidade apareceu primeiro em Notícias.

Exoneração de Bebianno é publicada no Diário Oficial da União

Por: noticias.cancaonova.com

Gustavo Bebianno Rocha ocupava o cargo de ministro-chefe da secretaria-geral da Presidência da República

Agência Brasil 

A exoneração do advogado Gustavo Bebianno Rocha do cargo de ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República foi publicada hoje, 19, no Diário Oficial da União. O general da reserva Floriano Peixoto Vieira Neto assumirá a pasta.

Ontem, 18, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, anunciou a exoneração de Bebianno e informou que foi uma “decisão de foro íntimo” do presidente Jair Bolsonaro.

Minutos depois, a Presidência da República divulgou um vídeo, de pouco mais de um minuto, em que Bolsonaro agradece a colaboração do ex-ministro e atribui a mal-entendidos os motivos pelos quais ele foi exonerado.

Floriano Peixoto, secretário executivo da Secretaria-Geral da Presidência, assumirá de forma definitiva o comando a secretaria. A pasta é responsável pela implementação de medidas para modernizar a administração do governo e avançar em projetos em curso. É uma das pontes entre o Palácio do Planalto e a sociedade.

Bebianno, presidente do PSL na época da campanha eleitoral, é suspeito de irregularidades no repasse de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para candidatas do partido.

Em nota divulgada na semana passada, ele negou as irregularidades. “Reitero meu incondicional compromisso com meu país, com a ética, com o combate à corrupção e com a verdade acima de tudo”, disse.

 

O post Exoneração de Bebianno é publicada no Diário Oficial da União apareceu primeiro em Notícias.

Furto de energia elétrica causa prejuízo de R$ 4,5 bilhões ao país

Por: noticias.cancaonova.com

Vamos agora falar de uma forma de corrupção muito disseminada no Brasil. É o conhecido gato de energia, ligação elétrica clandestina pra furtar o serviço. Esse tipo de ocorrência foi responsável por um prejuízo de 4 bilhões e meio de reais. Além dos riscos à população, a conta fica mais cara pra todo mundo.

Reportagem de Elaine Santos e Genilson Pacetti

O post Furto de energia elétrica causa prejuízo de R$ 4,5 bilhões ao país apareceu primeiro em Notícias.

Canção Nova recebe visita de Dom Pedro Luiz Stringhini

Por: noticias.cancaonova.com

A Canção Nova recebeu a visita do presidente do Regional Sul 1 da CNBB, Dom Pedro Luiz Stringhini. Durante a visita pastoral, o bispo de Mogi das Cruzes participou de reuniões e presidiu missa no Santuário do Pai das Misericórdias.

Os repórteres Adilson Sabará e Tony Cursino registraram o momento.

O post Canção Nova recebe visita de Dom Pedro Luiz Stringhini apareceu primeiro em Notícias.