Papa encoraja trabalho de Centro contra abusos inaugurado no Chile

O Centro é uma parceria da Universidade com a “Fundação para a Confiança”, entidade criada principalmente por vítimas do ex-sacerdote Fernando Karadima

O Papa Francisco enviou uma mensagem em vídeo por ocasião da criação do Centro de Investigação do Abuso e a Adversidade Precoce (Cuida). A mensagem foi endereçada ao administrador apostólico de Santiago e grã-chanceler da Universidade Católica Chilena, monsenhor Celestino Aós.

O novo Centro é uma parceria da Universidade com a “Fundação para a Confiança”, entidade criada principalmente por vítimas do ex-sacerdote Fernando Karadima e acolhidas pelo Pontífice no Vaticano no ano passado (José Andrés Murillo, James Hamilton e Juan Carlos Cruz).

“Quero fazer-me presente neste dia que, de alguma maneira, toma corpo já definitivo a Fundação Cuida”, afirma Francisco, ressaltando que a finalidade não é tratar somente da prevenção, mas investir também em políticas para poupar os menores de todo tipo de abuso.

“Vocês, com todas as ciências auxiliares que utilizarão aqui, estão investindo no coração das crianças, no coração dos menores, cuidando do coração das crianças. Cuida, que linda sigla. Cuida porque Cuida, e cuida com ternura”, destacou o Santo Padre.

Francisco finalizou o vídeo agradecendo às instituições que colaboraram para a idealização e a realização do Centro, de modo especial ao monsenhor Celestino por levar avante iniciativas do gênero. A cerimônia de inauguração foi feita nesta quarta-feira, 14, com a participação de vítimas de abuso por parte de clérigos.

COMPARTILHAR