Portalegre-Castelo Branco: Igreja quer promover percurso de renovação após realização de Sínodo

Proença-a-Nova, 26 set 2016 (Ecclesia) – As comunidades católicas de Portalegre-Castelo Branco reuniram-se este sábado para a assembleia de início do ano pastoral, com o objetivo de “renovar a vida da Igreja” após a realização do Sínodo diocesano, que decorreu nos últimos sete anos.

A apresentação do Plano Pastoral decorreu em Proença-a-Nova, numa iniciativa “orientada para os mais envolvidos e responsabilizados na vida da diocese, dos arciprestados, das paróquias ou dos movimentos”, assinala o comunicado final da assembleia, enviado hoje à Agência ECCLESIA.

O Auditório Municipal acolheu responsáveis das várias paróquias de Portalegre-Castelo Branco, sob a presidência de D. Antonino Dias, bispo diocesano.

O responsável deixou votos de que Sínodo seja conhecido e concretizado, apelando a uma atenção especial ao trabalho dos secretariados e movimentos, para que ninguém perca a “hora de graça, por não ter sabido”.

A apresentação do Plano Pastoral para o triénio 2016-19 foi feita pelo secretário diocesano de Pastoral, padre Nuno Folgado, para quem o grande objetivo passa por “atuar as propostas do sínodo”.

O ponto de partida foi o estudo dos temas e propostas dos documentos sinodais em pequenos grupos de matriz paroquial ou ligados a movimentos na diocese.

O padre Nuno Folgado considera que o que está em causa é saber qual o impacto do Sínodo iniciado em 2009 e concluído no início de 2016.

“Se, daqui a 20, os que cá estiverem falarem deste Sínodo, ou falam sobre os frutos que deu, ou falam como uma perda de tempo. E está nas nossas mão fazê-lo dar frutos”, precisou.

Durante a assembleia de sábado foram apresentados os subsídios para o trabalho dos pequenos grupos, bem como o calendário Pastoral 2016-17.

A Assembleia Diocesana terminou com a Eucaristia, celebrada na igreja matriz de Proença-a-Nova.

OC

Agencia Ecclesia

v01_ELETRONORTE_SUPERBANNER_CIRIODENAZARE_728X90PX (1)
COMPARTILHAR