Segundo dados do TSE, 500 mil brasileiros votarão no exterior

Por: noticias.cancaonova.com

Tribunal apontou ainda que houve um aumento de 41,37% no número de eleitores que estão em 99 países

Da redação, com TSE

TSE afirma que investiu em tecnologia para aumentar o número de eleitores fora do Brasil / Foto: Agência Brasil

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), existem atualmente 500.727 brasileiros, em 99 países, que participarão da escolha do novo Presidente da República nas eleições de 2018. O TSE enviará urnas para 171 localidades eleitorais.

O crescimento é fruto de uma parceria entre o TSE e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) que possibilitou a adoção de medidas que facilitaram o cadastramento eleitoral de brasileiros residentes em diversas partes do mundo. Em 2014, estavam cadastrados 354.184 eleitores brasileiros no exterior.

Leia mais
.: Eleições 2018: cientista político indica o que fazer para um voto consciente
.: Eleições 2018: saiba como funciona o sistema eleitoral brasileiro

O TSE informou que os avanços tecnológicos ajudaram a aumentar o número de eleitores fora do país. Entre os exemplos estão a criação do Título Net Exterior, que reduziu a burocracia para o alistamento e transferência do eleitor que reside fora do país, e a substituição do Título de Eleitor em papel ― até então impresso no Brasil e transportado por mala diplomática ― pelo e-Título, que pode ser obtido on-line e apresentado no momento da votação.

A responsabilidade pela organização da eleição no exterior cabe ao Cartório da Zona Eleitoral no Exterior (ZZ), localizado em Brasília (DF).

“Esse ano, por exemplo, vamos fazer a votação no interior da China. Nós não tínhamos conseguido fazer isso em 2014. Vamos fazer no ‘interior do interior’ do país”, informa a chefe da Zona Eleitoral do Exterior (ZZ), Juliana Caitano. “Também faremos a votação no interior do Vale do Bekaa (no Líbano), que é uma comunidade que mora em uma montanha muito isolada. Como eles moram em uma área de conflito, não conseguem sair do vale e votar em Beirute”, explica Juliana.

Como votar fora do país

O Código Eleitoral prevê como condição para a criação de mesas de votação no exterior o número mínimo de 30 eleitores. As seções eleitorais funcionam nas sedes das embaixadas, em repartições consulares ou em locais em que existam serviços do governo brasileiro.

O prazo para o cadastramento eleitoral terminou no dia 9 maio deste ano. Mas, a partir do dia 5 de novembro, brasileiros que residem em outros países, sejam eles cidadãos natos ou naturalizados, ainda não cadastrados, podem iniciar o alistamento eleitoral pela internet, por meio do Título Net Exterior.

O post Segundo dados do TSE, 500 mil brasileiros votarão no exterior apareceu primeiro em Notícias.

COMPARTILHAR