Setúbal: Bispo anuncia mudanças nos serviços pastorais e agradece «disponibilidade» do clero

730x250

Setúbal, 15 jul 2017 (Ecclesia) – O bispo de Setúbal anunciou hoje em comunicado as mudanças nos serviços pastorais para o ano 2017/2018, agradecendo a disponibilidade do clero.

“Desejo exprimir sentida gratidão pela disponibilidade generosa, abertura de coração e sincera busca da vontade de Deus que encontrei nos sacerdotes, e louvo o Senhor da Igreja pelo sentido pastoral por todos manifestado”, refere a nota de D. José Ornelas, divulgada esta manhã.

O responsável pela diocese sadina agradece também aos padres que terminam a sua função de pároco e deixa uma palavra de encorajamento aos que vão iniciar novo serviço pastoral.

“Asseguro a garantia da minha oração e assistência no desempenho da missão agora confiada, na certeza de que continuarão a servir, com renovado entusiasmo, a nossa Igreja diocesana”, escreve.

D. José Ornelas convida as comunidades católicas a acolher “com fé e carinho os sacerdotes que se disponibilizam para o seu serviço”.

Outras nomeações complementares de eventuais vigários paroquiais, assistentes de movimentos e secretariados serão “oportunamente indicadas”.

As nomeações de novos párocos são divulgadas no final deste ano pastoral e na véspera do 42º aniversário da criação da Diocese de Setúbal.

O documento anuncia ainda a nomeação do padre Luís Ferreira como vigário episcopal para a Pastoral da Diocese e do padre Rui Gouveia como reitor do Seminário de São Paulo, Almada, tendo como vice-reitor o padre Carlos Silva.

D. José Ornelas deixa uma palavra de reconhecimento ao padre Adalberto Tacanho Saraiva, que passa à condição de pároco emérito da Comporta, à Congregação dos Missionários Claretianos, que, “depois de 90 anos de notável serviço à Igreja na Península de Setúbal”, interrompe esta colaboração pastoral.

O bispo de Setúbal dirige-se ainda à Companhia de Jesus (Jesuítas), pelo trabalho apostólico nas paróquias de Vale de Figueira e Charneca de Caparica “e que, no futuro, se concentrará na Paróquia de São Francisco Xavier e noutras colaborações que estão a ser articuladas para responder às necessidades pastorais da Diocese”.

“Para todos invoco a bênção do Bom Pastor, para os novos párocos e para as comunidades onde vão continuar o seu serviço ao povo de Deus, para que, juntos, possamos continuar a dar um testemunho de fé e de comunhão na nossa Igreja Diocesana”, conclui o responsável pela diocese sadina.

OC

Agencia Ecclesia

COMPARTILHAR