Vaticano: Bento XVI diz que cardeal Müller «defendeu a tradição» no espírito do Papa Francisco

Cidade do Vaticano, 27 dez 2017 (Ecclesia) – O Papa emérito Bento XVI agradeceu ao cardeal alemão Gerhard Ludwig Müller pelo seu trabalho como prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, concluído em 2017.

“[O cardeal Müller] Defendeu as claras tradições da fé, mas no espírito do Papa Francisco procurou entender como podem ser vividas hoje”, refere Bento XVI, numa saudação que abre o livro ‘O Deus Trino. Fé cristã na era secular’.

O volume (editado por Herder) foi publicado em alemão por ocasião do 70.º aniversário de D. Gerhard Ludwig Müller (31 de dezembro de 2017) e do seu 40º aniversário de sua ordenação sacerdotal.

“Um sacerdote – e certamente um bispo e um cardeal – nunca simplesmente se aposenta”, realça o Papa emérito.

Na obra, de quase 700 páginas, há, entre outros, as contribuições dos cardeais Reinhard Marx, Angelo Scola e Kurt Koch, dos arcebispos Rino Fisichella e Bruno Forte, e do sucessor do cardeal Müller, D. Luis Ladaria, informa o portal de notícias do Vaticano.

Bento XVI recorda que foi Paulo VI quem desejou que um alto cargo no Vaticano fosse designado apenas por cinco anos, a justificação usada pelo Papa Francisco para nomear um novo prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.

OC 

Agencia Ecclesia

COMPARTILHAR