Apostolado da Oração: O coração “é o fio condutor” que leva o homem ao entendimento – D. José Ornelas

O bispo de Setúbal disse hoje em Fátima que na Bíblia, o coração assume “um carater simbólico, não é um órgão físico”

Fátima, 19 out 2019 (Ecclesia) – O bispo de Setúbal considera que o coração é o “fio condutor” que leva o homem ao entendimento, em contraste “com a superficialidade que tantas vezes é moldada a vida das pessoas”.

Na conferência sobre «Raízes Bíblicas da devoção ao Coração de Jesus», no Colóquio sobre o Coração de Jesus que está a decorrer em Fátima, no Centro Pastoral de Paulo VI, D. José Ornelas realça que “o coração na Bíblia não exprime sentimento ou amor, mas alude ao entendimento, vontade e missão”

Na Bíblia, o coração assume “um carater simbólico, não é um órgão físico”, frisou o bispo de Setúbal no colóquio integrado nas comemorações dos 175 anos do Apostolado da Oração (AO), agora Rede Mundial de Oração do Papa,

“É preciso não cair na coisificação do coração, ele é o todo da pessoa”, sublinhou D. José Ornelas aos participantes do colóquio.

Neste “rebuliço da vida, faz falta” voltar ao coração porque os “ensinamentos da lei são dirigidos ao coração”, adianta.

Na antropologia bíblica do coração é nesta dinâmica que “se tomam as decisões e atitudes”.

O coração “não é uma realidade física e imutável” e neste contexto a educação “é educar o coração”, refere o bispo de Setúbal.

Na sessão de abertura, o padre Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima, falou na “colaboração fecunda” entre o Santuário de Fátima e o Apostolado da Oração porque “há uma grande sintonia entre os peregrinos do santuário e o Apostolado da Oração”.

“Tanto os peregrinos como o Apostolado de Oração estão “unidos às intenções do Papa”, afirmou o padre Carlos Cabecinhas.

As comemorações dos 175 anos do Apostolado da Oração (AO), agora Rede Mundial de Oração do Papa, encerram-se este fim-de-semana, dias 19 e 20 de outubro, em Fátima, com dois grandes eventos: um colóquio sobre o Coração de Jesus, este sábado, em que participam cerca de 600 pessoas; e a peregrinação nacional do AO, este domingo, que junta milhares de pessoas de todo o país no Santuário de Fátima.

No domingo, decorre a peregrinação nacional do AO e as celebrações, que incluem o encerramento do Ano Missionário, começam às 10h00, com a recitação do Terço Missionário na Capelinha das Aparições. Às 11h00, é celebrada a Eucaristia, na esplanada do Santuário.

No final, os bispos portugueses consagram as dioceses de todo o país ao Coração de Jesus.

LFS

Partilhar:

Por: www.agencia.ecclesia.pt

COMPARTILHAR